domingo, 26 de junho de 2016

Direita Xenófoba!?

  CULTURA é o conjunto de ideias, comportamentos, símbolos e práticas sociais aprendidos de geração em geração por meio da vida em sociedade.

  NACIONALISMO é um conceito desenvolvido para a compreensão de um fenômeno típico do século XIX: a ascensão de um certo sentimento de pertencimento a uma cultura, a uma região, a uma língua e a um povo (ou, em alguns dos argumentos nacionalistas, a uma raça) específicos, tendo aparecido pela primeira vez na França comandada por Napoleão Bonaparte e nos Estados Unidos da América.

  A mídia tem dado uma conotação muito negativa ao Nacionalismo, mas o nacionalismo surgiu no Iluminismo e fez muito bem a sociedade.
  Nós basicamente nos organizamos em grandes tribos e demarcamos fronteiras.
  Isso foi uma consequência de nos organizarmos em republicas.

 REPÚBLICA é a forma de governo na qual o chefe do Estado é eleito pelo povo ou seus representantes, tendo a sua chefia uma duração limitada.
   A eleição do chefe de Estado, por regra chamado presidente da república, é normalmente realizada através do voto livre e secreto.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  No passado basicamente vivíamos na Monarquia o poder pertencia a uma família que era dona de tudo.
  Nossa adoração/fidelidade era devida ao rei ou rainha (Faraó e coisas do tipo)
  Nós éramos servos da família real.

  Como passamos a eleger nosso Governante esse passou a ser um servidor público, é o governante que tem que nos servir.
  Na república não fazia mais sentido adorar ser fiel a um Governante.
  No entanto muitos humanos tem essa necessidade de substituir uma paixão por outra.
  Muitos humanos tem a necessidade de idolatrar alguma coisa.
  Em substituição a adorar o rei/rainha passamos a adorar nossa nação e seus símbolos bandeira, hino, valores culturais.

  Como podemos constatar a Republica e o Nacionalismo nos trouxeram a um progresso inimaginável.

  “O grande crescimento populacional aconteceu justamente a partir de 1900 quando a revolução industrial, o capitalismo e a democracia já estavam bem consolidados em diversos países.

  Do ano 500 antes de Cristo até o ano 0 crescemos 70%.
  De 1500 depois de Cristo [quando os pensamentos burgueses começaram a tomar forma] até 2000 crescemos 14 VEZES!!” [Filosofia Matemática]

  Eu defendo que a humanidade está pronta para ser menos rígida nas fronteiras nacionais facilitando a circulação de pessoas, mas...

Por enquanto só com Culturas Compatíveis.

  Como todos sabem, nos tempos atuais, a Cultura que eu mais admiro é a Anglo Saxã e acredito que ela corre um grande risco se escancarar suas fronteiras para outras culturas.
  Culturas que para efeito didático classificarei por conta própria como:

  Latinas, Asiáticas, Africanas e Islâmicas.

  Se o cidadão vai para Alemanha disposto a se adaptar a cultura Anglo Saxã, a princípio pode ser aceito.
  O que está acontecendo é que o indivíduo emigra para países Anglo Saxões e querem levar a cultura de seu país na bagagem.
   Oras, se a Cultura dele produziu uma nação da qual ele está fugindo porque trazer isso para Alemanha, Inglaterra ou Holanda!?

  Não se trata de “Direita Xenófoba” como muitos jornalistas insistem em classificar.

  Se trata de proteger uma Cultura que tem se mostrado a mais eficiente em termos de liberdades individuais e qualidade de vida, a Cultura Anglo Saxã.

  Quem não concorda com ela, que não vá morar nesses países.
  Eu nasci na América Latina, mas meus valores são Anglo Saxões.
  Sinceramente não gosto de ver chegar ao Brasil pessoas que não compartilham dos meus ideais.
  Bolivianos migram para cá em massa.
  Se elegem governantes socialistas lá o que farão aqui depois de naturalizados?

  Haitianos não conseguem se organizar como uma nação próspera, claro que não vejo a imigração dessa cultura com bons olhos.

  Entenda que não estou discriminando pessoas, mas sim a CULTURA que elas trazem na bagagem.

  Aqui no Brasil estou cercado de Socialistas, uma cultura latina pouco eficiente, conseguimos ser pobres em um território rico como esse.

  Meus textos sempre incentivam nós mudarmos nossa cultura para algo mais próximo a Anglo Saxã.

  Me parece que nesse século precisamos respeitar culturas diferentes, mas cada macaco deve ficar no seu galho.

  Islâmicos e Cristãos podem ter acordos comerciais, mas cada povo deve se manter em seu território com a cultura que escolheu.

  Espanha, Portugal, Itália, Grécia, França são países culturalmente diferentes de Inglaterra, Alemanha, Holanda.
  Para Inglaterra compensa formar mercado comum com países que optem pela cultura Anglo Saxã.
  Os “Latinos” podem manter sua cultura, vivam com o estado Paizão como gostam de viver.

  Como se não bastasse os gastadores Latinos na União Europeia ... que até daria para conciliar.
  Agora está tendo a invasão de imigrantes islâmicos.
  A Turquia está muito perto de entrar para União Europeia:

 “Antes um exemplo de democracia islâmica, Turquia vive crise política
  Operações policiais sob a supervisão de juízes passaram a investigar redes de corrupção com envolvimento de pessoas próximas ao governo, incluindo três filhos de ministros de Erdogan.
  A reação foi atacar os policiais e juízes, anunciando que havia uma nova conspiração. Delegados e policiais que investigam qualquer denúncia de corrupção no governo passaram a ser demitidos.” [Globo]
 
  Porque os ingleses vão querer se manter nesse mercado comum onde a cultura anglo saxã fica cada vez mais minoritária e pode ser subjugada?
  Nos países anglo saxões a democracia é respeitada e outras culturas podem chegar ao poder através do voto e levar outras nações para a ineficiência.

  Como outras culturas não se sentem responsáveis pelos próprios filhos procriam mais se tornando rapidamente uma perigosa maioria com pouco senso de responsabilidade.

  Dinheiro não é tudo, os ingleses optaram pela segurança/paz, defender a própria cultura.


  A Inglaterra já foi a luz da civilização muitas vezes, acredito que está sendo de novo...




▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Postar um comentário