terça-feira, 4 de julho de 2017

Henrique Prata – Veja SP

  O peão que salva vidas.

  Dono de 30 000 cabeças de gado, o paulistano comanda o Hospital de Câncer de Barretos, o maior centro de tratamento gratuito de combate à doença no país.

 O hospital de seus pais, o São Judas Tadeu, foi aberto em 1962, em Barretos.
  Em 1989, no entanto, o negócio tinha acumulado tantas dívidas que a família decidiu encerrá-lo.
  Prata foi o escolhido entre os cinco irmãos para cuidar do fechamento do hospital.
  Mas, depois de conversar com médicos e sonhar, em uma noite, com a planta de um novo centro de saúde, mudou completamente de ideia.

   “Algo ‘divino’ aconteceu dentro de mim”.

  “Percebi que pôr esse projeto de pé era minha missão.”

   O rapaz convenceu os pais a tentar sanar o empreendimento e passou a realizar festas e leilões de gado a fim de angariar fundos para quitar dívidas e ampliar as instalações. Aos poucos, conseguiu persuadir fazendeiros da região a fazer doações e, em 1991, inaugurou a primeira ala do complexo.





-----------------------------------------------------------
Postar um comentário